Turquia não aprovará entrada da Suécia e Finlândia na Otan, diz Erdogan

"Não diremos 'sim' àqueles que aplicam sanções contra a Turquia para entrar na organização de segurança Otan", disse o presidente turco
 (Mustafa Kamaci/Presidential Press Office/Reuters)
(Mustafa Kamaci/Presidential Press Office/Reuters)
Por AFPPublicado em 16/05/2022 15:12 | Última atualização em 16/05/2022 15:12Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, confirmou, nesta segunda-feira, 16, a oposição da Turquia em relação à entrada da Finlândia e da Suécia na Otan, acusando os dois países de não adotarem uma postura clara contra o terrorismo.

"Não diremos 'sim' àqueles [países] que aplicam sanções contra a Turquia para entrar na organização de segurança Otan", disse Erdogan.

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME por menos de R$ 11/mês.

A Suécia suspendeu em 2019 a venda de armas à Turquia pela operação militar turca na vizinha Síria.
Em referência às intenções das delegações sueca e finlandesa de se reunir com autoridades turcas, Erdogan afirmou: "dizem que virão à Turquia na segunda-feira. Virão para nos persuadir? Desculpem-nos, mas não se incomodem".

Os dois países anunciaram oficialmente sua intenção de solicitar o ingresso na Otan após a invasão russa da Ucrânia, mas a Turquia ameaça bloquear a ampliação do Aliança Atlântica acusando-os de abrigar grupos "terroristas", entre eles milicianos curdos.

(AFP)

LEIA TAMBÉM:

Rússia diz que candidaturas de Suécia e Finlândia à Otan são 'grave erro'

Tempestade de areia no Iraque: aeroportos e escolas fecham; veja fotos

Tiroteio em igreja deixa 1 morto e 4 gravemente feridos na Califórnia, EUA