Turistas que vieram do Brasil estavam com mutação da covid, diz Japão

Quatro pessoas chegaram do estado do Amazonas, três delas já com sintomas, informou o governo do país asiático; não se sabe se é a mesma cepa encontrada do Reino Unido

As mutações do novo coronavírus continuam se espalhando cada vez mais pelo mundo. Ao menos quatro pessoas que viajaram do Brasil para o Japão no início do ano estavam com uma nova cepa da Covid-19, afirmou neste domingo, 10, o Ministério da Saúde do governo japonês. Os quatro viajantes vieram do estado do Amazonas.

Quer saber como preservar a sua saúde mental na pandemia? Conheça o curso Mente em Foco, da EXAME Academy

O ministério informou ainda que está conduzindo estudos sobre a eficácia das vacinas em desenvolvimento para a nova variante do vírus, que seria diferente da que é altamente transmissível e foi encontrada em pessoas no Reino Unido e na África do Sul.

"Neste momento, não há nenhuma prova mostrando que a nova variante encontrada nas pessoas que vieram do Brasil tem alta taxa de infecção", disse Takaji Wakita, chefe do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas.

Três dos pacientes chegaram ao Japão por meio do aeroporto de Haneda, em Tóquio, no dia 2 de janeiro já apresentando sintomas como dificuldades de respiração, febre e dor de garganta e de cabeça. Apenas um dos viajantes não apresentava sintomas. O estado do Amazonas é um dos mais afetados pela pandemia no Brasil.

Um dos países que inicialmente haviam avaliado que haviam conseguido controlar a pandemia, o Japão enfrenta um de seus momentos mais difíceis. Na semana que passou, o governo declarou estado de emergência por causa da covid-19 em Tóquio e em três cidades próximas. Já são cerca de 290.000 casos desde o início da pandemia e mais de 4.000 mortos.

A crise de saúde acontece no ano em que o país asiático espera organizar a Olimpíada originalmente prevista para 2020. A maior competição esportiva do planeta está prevista para começar no fim de julho, mas começa a enfrentar crescente resistência da população por causa justamente da pandemia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.