Trump acusa George Soros de financiar manifestantes contra Kavanaugh

Manifestantes percorreram os corredores do Senado para pressionar os legisladores sobre o caso do juiz Kavanaugh, que será votado nesta sexta
George Soros: o presidente americano disse que os manifestantes que entraram no Senado nesta quinta-feria eram "profissionais pagos" (Reuters/Luke MacGregor/File Photo)
George Soros: o presidente americano disse que os manifestantes que entraram no Senado nesta quinta-feria eram "profissionais pagos" (Reuters/Luke MacGregor/File Photo)
Por AFPPublicado em 05/10/2018 11:24 | Última atualização em 05/10/2018 11:24Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O presidente Donald Trump afirmou nesta sexta-feira que os protestos em Washington contra seu candidato à Suprema Corte Brett Kavanaugh são protagonizados por "profissionais pagos" pelo bilionário George Soros.

"Os grosseiros manifestantes são profissionais pagos para fazer com que os senadores tenham uma imagem ruim. Não caiam nessa!", afirmou em seu Twitter horas antes de uma votação crucial para a confirmação de seu candidato acusado de agressão sexual.

Na quinta-feira, manifestantes invadiram o Capitólio e percorreram os corredores do Senado para pressionar os legisladores que se revezavam em um cômodo seguro revendo uma única cópia do novo relatório do FBI sobre Kavanaugh.