Mundo

Teto no petróleo russo terá período de transição de 45 dias, diz Conselho Europeu

Autoridades russas, no entanto, rejeitaram o teto de preço para o petróleo do país de US$ 60,00, estabelecido por apoiadores ocidentais da Ucrânia

E

Estadão Conteúdo

3 de dezembro de 2022, 19h19

O Conselho Europeu confirmou que a União Europeia (UE) concordou com o teto de preço do petróleo russo a US$ 60 o barril, começando a valer na próxima segunda-feira, 5. O acordo ainda conta com um período de transição de 45 dias para navios que transportam o óleo bruto russo, comprado e carregado no navio antes de 5 de dezembro de 2022 e descarregado no porto de destino final antes de 19 de janeiro de 2023.

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Com uma conta gratuita.

Faça parte

O preço máximo poder ser revisto periodicamente, com também um período de transição de 90 dias após cada alteração.

Continua após a publicidade

Segundo o comunicado, publicado neste sábado, 3, no site do Conselho, o mecanismo será revisto a cada dois meses "para responder à evolução do mercado e será fixado pelo menos 5% abaixo do preço médio de mercado do petróleo e derivados russos".

Veja também

O Conselho também introduz uma "cláusula de emergência", que permite o transporte de petróleo para além do preço máximo ou prestação de assistência técnica, serviços de corretagem ou financiamento ou assistência financeira relacionados com o transporte, quando julgados necessários.

Contudo, as autoridades russas rejeitaram o teto de preço para o petróleo do país de US$ 60,00, estabelecido por apoiadores ocidentais da Ucrânia, e ameaçaram neste sábado parar de fornecer a commodity às nações que endossaram a medida.

Por sua vez, o gabinete do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, pediu neste sábado por um teto contra petróleo russo mais baixo do que o acordado por membros do G7, União Europeia (UE) e outros países, de US$ 60,00 para US$ 30,00.

LEIA TAMBÉM:Rússia rejeita teto de petróleo e alerta para corte de fornecimento

Continua após a publicidade

Últimas notícias

ver mais

Continua após a publicidade

Brands

ver mais

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais