Tepco pede ajuda estatal para indenizações por crise nuclear

Solicitação foi feita ao porta-voz do governo japonês, Yukio Edano, para garantir pagamentos de vítimas do vazamento radioativo da usina

Tóquio - A Tokyo Electric Power Company (Tepco) solicitou nesta terça-feira ajuda pública ao Governo japonês para enfrentar o pagamento de indenizações pelo acidente nuclear na usina de Fukushima.

A solicitação formal foi apresentada pelo presidente da Tepco, Masataka Shimizu, em uma reunião com o porta-voz do Governo, Yukio Edano, e o ministro da Indústria, Banri Kaieda, segundo informou a agência local "Kyodo".

O Governo insistiu que, embora a Tepco seja a responsável por abonar as indenizações, deve-se assegurar que os evacuados recebem as compensações.

As indenizações pela crise de Fukushima, que provocou a evacuação de pelo menos 80 mil pessoas em um raio de 20 quilômetros ao redor da usina nuclear, serão muito elevadas, embora a empresa ainda não tenha apresentado os números.

Alguns analistas falam em mais de 60 bilhões de euros, cifras ainda não confirmadas nem desmentidas.

A Tepco já anunciara cortes de 50% nos salários dos membros de seu conselho de administração, de 25% para os empregados em cargos de diretoria e de 20% para o restante do seu quadro.

Nesta terça-feira, Shimizu indicou que os vencimentos dos diretores sofrerão novos cortes e que a organização da empresa será reestruturada, o que pode incluir a venda de ações.

No fim de abril, a Tepco começou a distribuir entre os evacuados as solicitações para a reivindicação de indenizações provisórias.

Inicialmente, as compensações serão de 1 milhão de ienes por família (8.350 euros) e 750 mil ienes (6.260 euros) para os que vivem sós.

A situação na usina de Fukushima ainda não foi controlada, e os esforços se concentram agora em devolver o resfriamento ao reator 1, que pode ser blindado com placas de chumbo ou mediante a construção de um túnel metálico.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.