Tensão aumenta: EUA registram número recorde de aviões militares na China

Aviões de vigilância da Força Aérea americana foram avistados a menos de 100 milhas náuticas da costa da província de Guangdong em quatro ocasiões

Os Estados Unidos aumentaram para níveis recordes seu reconhecimento aéreo na costa chinesa e no Mar da China Meridional, de acordo com um think tank de Pequim. A informação é do jornal South China Morning Post. Somente na semana passada, os aviões de vigilância E-8C da Força Aérea dos EUA foram avistados a menos de 100 milhas náuticas da costa sudeste da província de Guangdong em quatro ocasiões distintas, informou a Iniciativa de Sondagem Estratégica da Situação no Mar da China Meridional (SCSPI).

Na quinta-feira, o think tank divulgou uma gravação de áudio irregular do que parecia ser um aviso da marinha chinesa para um avião militar americano, ordenando que mudasse de rumo para não ser interceptado. O SCSPI disse que o áudio foi capturado por um amador de rádio naquela manhã. Ainda não está claro qual aeronave estava envolvida, mas foi dito que ele estava voando perto da costa sul da China, ao norte do Estreito de Taiwan. Não se sabe se ocorreu algum encontro aéreo subsequente.

"No momento, os militares dos EUA estão enviando de três a cinco aeronaves de reconhecimento por dia para o Mar da China Meridional", disse o SCSPI. "Na primeira metade de 2020 - com frequência muito maior, distância mais curta e mais variedade de missões - o reconhecimento aéreo dos EUA no mar da China Meridional entrou em uma nova fase."

Os aviões dos EUA se aventuraram "incomumente perto" do espaço aéreo chinês várias vezes desde abril, disse o think tank. O voo mais próximo até o momento foi em maio, quando um P-8A Poseidon da marinha americana - projetado para guerra antissubmarina - quase atingiu o limite de 20 quilômetros náuticos perto da ilha de Hainan, na ponta mais ao sul da China.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.