Mundo

Suspeito de tiroteio em shopping nos EUA é encontrado morto

Segundo a CNN, o suspeito de ter efetuado diversos disparos na noite de ontem em shopping de Nova Jersey, nos Estados Unidos, foi encontrado morto

Policiais em shopping dos EUA após tiroteio: de acordo com a fonte, que cita autoridades locais, o indivíduo teria se suicidado (Ray Stubblebine/Reuters)

Policiais em shopping dos EUA após tiroteio: de acordo com a fonte, que cita autoridades locais, o indivíduo teria se suicidado (Ray Stubblebine/Reuters)

DR

Da Redação

Publicado em 5 de novembro de 2013 às 08h45.

Washington - O suspeito de ter efetuado diversos disparos na noite de ontem no shopping Garden State Plaza Mall de Nova Jersey, nos Estados Unidos, foi encontrado morto nas proximidades do local na madrugada desta terça-feira, informou a emissora "CNN".

De acordo com a fonte, que cita autoridades locais, o indivíduo que semeou pânico entre os moradores do distrito de Paramus e deixou todas as autoridades em alerta teria se suicidado, já que um bilhete foi encontrado junto ao seu corpo.

O corpo do suspeito - identificado como Richard Shoop, de 20 anos - estava em uma área dos fundos do Garden State Plaza Mall, palco do tiroteio que, por outro lado, não registrou nenhum ferido.

O incidente começou na noite de ontem por volta das 21h30 locais, quando vários disparos foram escutados pouco antes do fechamento do centro comercial. Posteriormente, as autoridades ordenaram a evacuação imediata do shopping.

Uma testemunha relatou à "CNN" que escutou pelo menos seis ou sete tiros, aparentemente na saída de uma das lojas do shopping, e que viu várias pessoas correndo para se esconder.

Segundo os relatos das testemunhas, os disparos foram feitos contra as câmaras de segurança do centro comercial, que aparece como um dos maiores da região com cerca de 200 lojas e 50 restaurantes.

Equipes da SWAT (polícia especializada americana) e policiais acompanhados por cães realizaram uma inspeção à procura de pessoas que ainda pudessem estar no shopping após o incidente. No entanto, por volta das 23h30 locais, as autoridades declararam que não havia mais ninguém no interior do local, onde o corpo do suspeito foi encontrado.

Acompanhe tudo sobre:CNNEmpresasShopping centersViolência urbana

Mais de Mundo

Republicanos exigem renúncia de Biden, e democratas celebram legado

Apesar de Kamala ter melhor desempenho que Biden, pesquisas mostram vantagem de Trump após ataque

A estratégia dos republicanos para lidar com a saída de Biden

Se eleita, Kamala será primeira mulher a presidir os EUA

Mais na Exame