Sobrevivente é encontrado três dias após desmoronamento na China

Um edifício de oito andares, que abrigava um cinema, um hotel e apartamentos desabou na sexta-feira (29) na cidade de Changsha, região central da China
No domingo, uma sétima pessoa foi encontrada pelas equipes de resgate (AFP/AFP)
No domingo, uma sétima pessoa foi encontrada pelas equipes de resgate (AFP/AFP)
A
AFP

Publicado em 02/05/2022 às 11:23.

Última atualização em 02/05/2022 às 11:23.

Uma pessoa foi resgatada com vida nesta segunda-feira (2) entre os escombros de um prédio que desabou na sexta-feira na China, anunciou a televisão pública, mas a esperança de encontrar mais sobreviventes é muito pequena. 

Um edifício de oito andares, que abrigava um cinema, um hotel e apartamentos desabou na sexta-feira (29) na cidade de Changsha, região central da China, por razões ainda desconhecidas.

Nesta segunda, o canal estatal CCTV mostrou as imagens de uma pessoa envolvida em uma manta branca, sobre uma maca, cercada por integrantes das equipes de emergência, antes da transferência para um hospital.

A emissora não divulgou informações sobre o estado da oitava pessoa encontrada.

Quinze pessoas estão presas nos escombros e 39 não foram localizadas após o acidente. Nove pessoas, entre elas o proprietário do imóvel, foram detidas no domingo.

Não está claro se as autoridades consideram que as pessoas que não puderam ser contactadas poderiam estar debaixo dos escombros.

No domingo, uma sétima pessoa foi encontrada pelas equipes de resgate, mais de 50 horas depois do desabamento.

As autoridades não apresentaram até o momento explicações sobre as causas da catástrofe.

Suspeita-se de falsificação em uma inspeção de segurança, segundo a agência oficial Inhuma.

LEIA TAMBÉM: