• AALR3 R$ 20,11 -0.94
  • AAPL34 R$ 65,19 -3.15
  • ABCB4 R$ 16,75 -3.40
  • ABEV3 R$ 13,95 -1.34
  • AERI3 R$ 3,64 -1.62
  • AESB3 R$ 10,71 0.09
  • AGRO3 R$ 30,56 -0.91
  • ALPA4 R$ 20,25 -2.36
  • ALSO3 R$ 18,93 -0.89
  • ALUP11 R$ 26,69 0.34
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 29,56 -3.21
  • AMER3 R$ 23,13 0.17
  • AMZO34 R$ 65,63 -1.93
  • ANIM3 R$ 5,35 -2.90
  • ARZZ3 R$ 80,21 -1.22
  • ASAI3 R$ 15,62 1.10
  • AZUL4 R$ 20,83 -1.93
  • B3SA3 R$ 11,92 0.93
  • BBAS3 R$ 36,82 3.14
  • AALR3 R$ 20,11 -0.94
  • AAPL34 R$ 65,19 -3.15
  • ABCB4 R$ 16,75 -3.40
  • ABEV3 R$ 13,95 -1.34
  • AERI3 R$ 3,64 -1.62
  • AESB3 R$ 10,71 0.09
  • AGRO3 R$ 30,56 -0.91
  • ALPA4 R$ 20,25 -2.36
  • ALSO3 R$ 18,93 -0.89
  • ALUP11 R$ 26,69 0.34
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 29,56 -3.21
  • AMER3 R$ 23,13 0.17
  • AMZO34 R$ 65,63 -1.93
  • ANIM3 R$ 5,35 -2.90
  • ARZZ3 R$ 80,21 -1.22
  • ASAI3 R$ 15,62 1.10
  • AZUL4 R$ 20,83 -1.93
  • B3SA3 R$ 11,92 0.93
  • BBAS3 R$ 36,82 3.14
Abra sua conta no BTG

Sobe para 42 número de mortos em incêndios em Portugal

Os mais de 700 focos de incêndio registrados no domingo e na segunda foram controlados ontem (17) graças à queda das temperaturas e à chegada de chuvas
Incêndios: o número de feridos chega a cerca de 70 (Reuters/Pedro Nunes)
Incêndios: o número de feridos chega a cerca de 70 (Reuters/Pedro Nunes)
Por EFEPublicado em 18/10/2017 15:48 | Última atualização em 18/10/2017 15:48Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Lisboa - O número de mortos nos incêndios que atingiram o centro e o norte de Portugal no domingo subiu para 42 com a morte de uma mulher que estava no Hospital de Coimbra.

A informação foi confirmada nesta quarta-feira à Agência Efe pela porta-voz da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, elevando o último balanço oficial de vítimas divulgado ontem. O número de feridos chega a cerca de 70.

Os mais de 700 focos de incêndio registrados no domingo e na segunda-feira foram controlados ontem graças à queda das temperaturas e à chegada de chuvas em Portugal.

A tragédia também já fez sua primeira vítima política. A ministra de Administração Interna, Constança Urbano de Souza, foi demitida hoje pelo primeiro-ministro do país, António Costa.

O governo de Costa terá que enfrentar não só uma remodelação, mas também uma moção de censura do CDS, partido mais à direita do parlamento de Portugal.

Essa é a segunda crise similar vivida por Portugal neste ano. Em junho, 64 pessoas morreram e mais de 250 ficaram feridas no grande incêndio de Pedrógão Grande.