Situação da pandemia melhorou na Europa, mas globalmente piora, diz OMS

"Os países não devem relaxar agora na luta contra a pandemia", disse o diretor-geral da organização

Diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus afirmou nesta segunda-feira, 8, que o quadro da pandemia da covid-19 melhora na Europa, "mas globalmente piora". O alerta foi feito durante entrevista coletiva virtual da instituição, na qual a autoridade lembrou que já foram reportados à OMS quase 7 milhões de casos da doença, com quase 400 mil mortes.

"Os países não devem relaxar agora na luta contra a pandemia", enfatizou, lembrando que, entre as medidas, rastrear contatos das pessoas contaminadas "continua a ser crucial" no combate ao vírus.

Ele também voltou a insistir na necessidade de se encontrar e isolar os casos suspeitos, tratando os que foram confirmados e precisarem de apoio médico.

Em sua fala, Ghebreyesus também citou a gravidade do quadro nas Américas. Ele lembrou que, dos casos reportados no domingo, quase 75% vieram das Américas e do sul da Ásia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.