Mundo

Síria não pode impedir investigação sobre armas químicas, diz ONU

O secretário-geral da ONU pediu apoio do governo de Assad na condução das investigação internacional sobre o uso de armas químicas

Síria: equipe da Opaq investiga o suposto uso de armas químicas em Duma (Omar Sanadiki/Reuters)

Síria: equipe da Opaq investiga o suposto uso de armas químicas em Duma (Omar Sanadiki/Reuters)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 17 de abril de 2018 às 14h35.

Nova York - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, pediu que o governo da Síria garanta que os inspetores internacionais de armas químicas possam trabalhar sem restrições. Mais cedo, a agência estatal síria disse que os inspetores da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) haviam chegado à cidade de Duma para investigar um suposto ataque com gás de 7 de abril.

Guterres disse que "é obrigação do governo sírio passar todas as informações para eles trabalharem sem qualquer restrição". Ele não chegou a confirmar que os inspetores chegaram a Duma, mas disse a repórteres nesta terça-feira na Arábia Saudita que a ONU tem feito "todo o possível para garantir" a chegada desses profissionais logo à cidade.

*Mais informações me instantes

 

Acompanhe tudo sobre:Bashar al-AssadGuerra na SíriaONU

Mais de Mundo

J. D. Vance: "vice de Trump é escolha fraca e quase não trará votos", diz analista

Serviço Secreto sabia do risco do telhado de onde atirador disparou contra Trump

Diretamente de Milwaukee, EXAME analisa Convenção Republicana; veja vídeo

Celso Amorim se reunirá com conselheiro de Segurança dos EUA na quarta-feira, em Washington

Mais na Exame