Mundo

Síria afirma que enfrenta ataque de EUA, França e Reino Unido

Trump disse que os alvos da ofensiva são as "capacidades de armamento químico" de Assad

Assad: Trump acusa o presidente sírio de ter cometido um ataque químico no último sábado na cidade de Duma (Spencer Platt/Getty Images)

Assad: Trump acusa o presidente sírio de ter cometido um ataque químico no último sábado na cidade de Duma (Spencer Platt/Getty Images)

E

EFE

Publicado em 13 de abril de 2018 às 22h52.

Última atualização em 13 de abril de 2018 às 22h58.

Cairo, 14 abr (EFE).- A agência de notícias estatal síria "Sana" afirmou neste sábado (data local) que as forças de defesa aérea do país "estão enfrentando o ataque americano-franco-britânico contra a Síria".

A "Sana" divulgou esta breve mensagem pouca depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que os ataques conjuntos com a França e o Reino Unido contra o governo de Bashar al Assad "estão acontecendo neste momento".

Trump disse que os alvos da ofensiva são as "capacidades de armamento químico" de Assad, a quem acusa de ter cometido um ataque químico no último sábado na cidade de Duma.

 

Acompanhe tudo sobre:Bashar al-AssadDonald TrumpFrançaGuerra na SíriaReino UnidoSíria

Mais de Mundo

Esquerda francesa enfrenta impasse para nomear primeiro-ministro; entenda

Brasil observa eleição na Venezuela com ‘preocupação e confiança’, diz Amorim

Eleições EUA: Doadores democratas reterão US$ 90 milhões enquanto Biden permanecer na disputa

Com ocupação de 99%, Reino Unido liberará milhares de detidos para abrir espaço nas prisões

Mais na Exame