Síria: 44 mil mortos em 21 meses de conflito

Ao menos 30.819 civis morreram desde 15 de março de 2011, precisou a ONG, que considera como civis os rebeldes que combatem o regime sírio

Beirute – A violência na Síria já causou mais de 44 mil mortes, incluindo a de 30 mil civis, desde o início da revolta contra o regime de Bashar al-Assad, há 21 meses, informou nesta quinta-feira o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Ao menos 30.819 civis morreram desde 15 de março de 2011, precisou a ONG, que considera como civis os rebeldes que combatem o regime sírio.

“Milhares de vítimas contadas como civis são rebeldes”, disse Rami Abdel Rahman, diretor do OSDH.

O número de soldados mortos chega a 10.978 e o de desertores caídos, a 1.482, precisou o OSDH, com sede na Grã-Bretanha, que recolhe suas informações com militantes e fontes médicas na Síria.

“É preciso acrescentar outras 784 pessoas mortas cuja identidade não foi estabelecida”, disse o presidente do OSDH, estabelecendo o número exato de óbitos após 21 meses de guerra em 44.063.

O relatório do OSDH não inclui as milhares de pessoas desaparecidas ou mortas dentro das fileiras dos “chabiha”, milicianos pró-regime.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.