Sem máscara contra covid-19, jovem luta com urso e é multado em R$ 40 mil

Situação aconteceu em um zoológico na Polônia, país que afrouxou as regras de distanciamento social, mas com uma exceção: o uso obrigatório de máscaras

A Polônia tem flexibilizado as restrições em locais públicos pelo novo coronavírus desde meados de abril. Com 21.440 casos confirmados da covid-19 e 996 mortes até esta segunda-feira (25), o país relaxou a quarentena, desde que regras básicas sejam cumpridas, como o uso obrigatório de máscaras contra o vírus.

Mas um jovem de 23 anos não respeitou a regra — e, além de tudo, resolveu arrumar briga com um urso em um zoológico recém reaberto na capital do país, Varsóvia. Não, você não leu errado. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o homem, que poderia estar bêbado de acordo com o jornal britânico The Independent, pulou na jaula da ursa Sabrina. Para escapar, ele se atirou no “rio” artificial, mas foi logo seguido pelo animal. Em poucos minutos, os dois travaram uma briga, e o rapaz conseguiu fugir.

Para os funcionários do zoológico, ele teve sorte, uma vez que Sabrina era uma ursa de circo e “está acostumada com a presença das pessoas. Só não estava esperando um ataque humano”, segundo o The Independent.

Por não estar usando máscara e por ter batido na ursa, o homem foi preso por crueldade animal e por não ter obedecido as regulações da Polônia sobre o vírus. Ele também recebeu uma multa que pode variar entre mil e 6.000 libras esterlinas (algo entre 40 mil reais, convertidos de acordo com a cotação atual). O jovem ainda terá de pagar 20 horas de serviço comunitário por mês e teve de prometer que não beberá mais álcool.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.