• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Se parece com o Japão após Hiroshima e Nagasaki, diz governo de Beirute

O governador da capital do Líbano afirmou que em toda a sua vida não viu uma destruição como a de hoje, que por enquanto deixou pelo menos 100 mortos
Líbano: fotos da cidade após o acontecimento mostram cenas de destruição (AFP/Anwar AMRO)
Líbano: fotos da cidade após o acontecimento mostram cenas de destruição (AFP/Anwar AMRO)
Por Clara CerioniPublicado em 04/08/2020 16:39 | Última atualização em 05/08/2020 12:13Tempo de Leitura: 13 min de leitura

Após o registro de duas explosões na capital do Líbano, o governador de Beirute, Marwan Abboud, comparou a destruição da cidade com o Japão após "Hiroshima e Nagazaki", duas bombas que foram jogadas pelos Estados Unidos no país durante os estágios finais da Segunda Guerra mundial.

Em entrevista a jornalistas, ele afirmou que em toda a sua vida não viu uma destruição como essa tragédia, que por enquanto deixou pelo menos 100 mortos e mais de 4.000 feridos.

Questionado se foi um incêndio que causou a explosão, Abboud disse: "Não sabemos. Houve um incêndio, os bombeiros foram apagar, logo ocorreu a explosão e muitos desapareceram. Estamos buscando contato com eles".

Em vídeos publicados nas redes sociais, é possível ouvir um forte barulho, seguido por uma nuvem de fumaça que lembra o formato de cogumelo — comum em situações em que há explosão de bombas. A explosão mais forte parece ter acontecido depois de outra, mais fraca, que já chamava a atenção das pessoas, que começaram a filmá-la.

Fotos da cidade após o acontecimento mostram cenas de destruição. O episódio causou danos generalizados a edifícios, quebrando janelas em diferentes partes da cidade. 

À Al Jazeera, uma moradora de Beirute afirmou que estava a quilômetros de distância da explosão, mas "vidros quebraram por todo o lado" perto dela. "A explosão foi sentida por toda a cidade, está um caos nas ruas", completou.

De acordo com o diretor-geral da Segurança Geral Abbas Ibrahim, as violentas explosões podem estar ligadas a "materiais explosivos" confiscados e mantidos em um armazém "por anos".

"Parece que há um armazém contendo materiais confiscados há anos, e parece que eram materiais muito explosivos", disse. "Os serviços responsáveis estão realizando a investigação, e dirão qual é a natureza do incidente", acrescentou.

Veja fotos de Beirute após a explosão:

Veja Também

Homem morre baleado na região da Cracolândia
Brasil
Há uma semana • 3 min de leitura

Homem morre baleado na região da Cracolândia

Presidente dos Emirados Árabes Unidos morre aos 73 anos
Mundo
Há uma semana • 2 min de leitura

Presidente dos Emirados Árabes Unidos morre aos 73 anos

EUA supera um milhão de mortes por covid-19
Mundo
Há uma semana • 5 min de leitura

EUA supera um milhão de mortes por covid-19

"Rust": produtores do filme negam falhas de segurança no set
Casual
Há uma semana • 2 min de leitura

"Rust": produtores do filme negam falhas de segurança no set