‘Sandy’ pode tocar terra nos EUA na madrugada de terça-feira

O Centro Nacional de Furacões dos EUA alertou neste domingo que 'Sandy' produzirá inundações perigosas pela costa central do Atlântico

Miami – O furacão ‘Sandy’, com ventos de 120 km/h, avança rumo ao norte em paralelo à costa atlântica dos Estados Unidos e pode tocar terra na madrugada entre segunda e terça-feira na área de Nova Jersey ou em outros estados próximos.

O Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês) alertou neste domingo que ‘Sandy’ produzirá inundações perigosas pela costa central do Atlântico, incluído o braço de Long Island (Nova York).

O centro do furacão se encontra na latitude 32,1 graus norte e na longitude 73,1 graus oeste, cerca de 420 quilômetros ao sudeste de Cabo Hatteras (Carolina do Norte) e cerca de 635 quilômetros ao sul da cidade de Nova York.

Se mantém em alerta grande parte do litoral da Carolina do Norte e Bermudas com condições equivalentes às de uma tempestade tropical, enquanto ‘Sandy’ segue avançando a 17 km/h rumo ao nordeste.

Não são esperadas mudanças nas próximas horas na intensidade de ‘Sandy’, que, com seus ventos máximos sustentados de 120 km/h e sequências superiores, é um furacão de categoria 1 de um máximo de 5 na escala de Saffir-Simpson.

Os analistas americanos acreditam que ‘a combinação de uma perigosa ressaca ciclônica e as marés causará inundações em áreas normalmente secas próximas à costa, devido ao aumento do nível das águas’.

Se o pico das ressacas ocorrer no momento de maré alta, o nível de água em terra poderia alcançar no braço de Long Island e no porto da cidade de Nova York até 3,3 metros, segundo os cálculos do NHC.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.