Russos são banidos do esporte por federação de atletismo

O banimento também segue um relatório da Agência Mundial Antidoping que encontrou indicações de uma cultura de doping patrocinada pelo Estado na Rússia

Londres – O ex-chefe da federação de atletismo da Rússia Valentin Balakhnichev, o ex-treinador do país Aleksey Melnikov, e Papa Massata Diack, filho do ex-presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf) Lamine Diack, foram banidos do esporte de forma vitalícia por acusações de corrupção.

A Comissão de Ética da Iaaf realizou o anúncio nesta quinta-feira, também banindo do esporte o ex-chefe de antidoping da organização Gabrielle Dolle por cinco anos, após todos os quatro serem considerados culpados por diversas irregularidades nas regras antidoping e por envolvimento em tentativas de encobrimento de diversos testes de uso de doping.

O banimento também segue um relatório da Agência Mundial Antidoping que encontrou indicações de que existe uma cultura de doping patrocinada pelo Estado na Rússia.

Balaknichev e Diack também foram multados em 25 mil dólares, e Melnikov em 15 mil dólares.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.