Rússia reage a fornecimento de armas dos EUA a rebeldes sírios

Presidente Barack Obama revogou algumas restrições às entregas de armas a rebeldes sírios neste mês

Moscou - O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse nesta terça-feira que viu a decisão dos Estados Unidos de flexibilizar restrições ao fornecimento de armas aos rebeldes sírios como um "ato hostil" que ameaça a segurança dos aviões de combate e de militares russos, disse a agência de notícias RIA.

Segundo a agência, o ministério disse que o governo do presidente norte-americano, Barack Obama, está tentando complicar a situação do mundo antes do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, tomar posse em janeiro.

Obama revogou algumas restrições às entregas de armas a rebeldes sírios neste mês.

A Rússia, cuja Força Aérea está apoiando o governo do presidente sírio, Bashar al-Assad, disse que a medida é arriscada e que as armas podem acabar nas mãos de "terroristas".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.