Rússia provoca maior crise de refugiados na Europa desde 2ª Guerra, diz Zelensky

Ele realizou participação virtual na sessão de abertura da reunião do Conselho Ministerial da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico
Ucrânia: Zelensky disse que não se sabe ainda "que nova crise a Rússia está preparando para o mundo" (AFP/AFP)
Ucrânia: Zelensky disse que não se sabe ainda "que nova crise a Rússia está preparando para o mundo" (AFP/AFP)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 09/06/2022 11:18 | Última atualização em 09/06/2022 11:18Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, destacou nesta quinta-feira, 9, o grande impacto da invasão militar da Rússia, com milhões de pessoas fugindo de seu país, no que a autoridade qualificou como a maior crise de refugiados na Europa desde a Segunda Guerra. Ele realizou participação virtual na sessão de abertura da reunião do Conselho Ministerial da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Zelensky disse que não se sabe ainda "que nova crise a Rússia está preparando para o mundo". Segundo ele, Moscou poderia usar armas de destruição em massa ou desviar recursos como a água da região. Nesse contexto, ele defendeu que se mantenha a pressão sobre a Rússia, com sanções e outras medidas, além de agradecer o apoio da OCDE.

O presidente ucraniano destacou o papel da Ucrânia na agricultura e pediu que outros países atuem para garantir que esse setor continue operando e exportando, para evitar uma crise alimentar global.

Ele defendeu também que se comece a reconstrução da Ucrânia logo após a guerra, para apoiar a população local. E também criticou "países e organizações internacionais" que, segundo ele, não estão reagindo ao que tem ocorrido. "Eles falam de geopolítica, quando não querem admitir que abriram mão de seus valores", criticou.

LEIA TAMBÉM: 

Reunião entre Rússia e Turquia para corredor de grãos não gera grandes avanços

Ucrânia acusa Rússia de prender e torturar ao menos 600 pessoas em Kherson