Rússia impõe sanções contra Janet Yellen e mais 60 autoridades americanas

Em resposta às crescentes sanções dos EUA contra figuras políticas e públicas russas, o Ministério de Relações Exteriores da Rússia impôs sanções a 61 autoridades americanas
 (Thierry Monasse//Getty Images)
(Thierry Monasse//Getty Images)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 07/06/2022 às 09:42.

O Ministério de Relações Exteriores da Rússia impôs sanções contra 61 autoridades do setor público e privado dos Estados Unidos, em retaliação às medidas adotadas pelos americanos em resposta à invasão da Ucrânia. A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, está entre os alvos das sanções.

"Em resposta às crescentes sanções dos EUA contra figuras políticas e públicas russas, bem como representantes de empresas domésticas, 61 cidadãos americanos, entre eles chefes das principais corporações do complexo militar-industrial, plataformas de mídia e agências de classificação de risco, aviação e construção naval, bem como funcionários individuais do Departamento de Estado dos EUA envolvidos no plantio de ataques cibernéticos russos 'maliciosos' estão incluídos na 'lista de bloqueios'", disse o ministério, em nota.

Veja também: Guerra na Ucrânia completa 100 dias sem fim próximo

Além de Yellen, foram incluídos entre os alvos a representante de Comércio da Casa Branca, Katherine Tai, o assessor econômico da Casa Branca Brian Deese, o presidente da BlackRock, Lawrence Fink, além dos CEOs da Nasdaq, Adena Friedman, da Netflix, Reed Hastings, da Fitch Ratings, Paul Taylor, e da Moody's, Rob Fauber.

(Estadão Conteúdo)

Leia Também: Reino Unido ignora ameaças de Putin e irá fornecer mísseis à Ucrânia