• AALR3 R$ 20,04 -0.15
  • AAPL34 R$ 70,31 2.76
  • ABCB4 R$ 16,71 0.30
  • ABEV3 R$ 14,22 0.07
  • AERI3 R$ 3,73 -1.32
  • AESB3 R$ 10,88 -0.37
  • AGRO3 R$ 31,73 0.92
  • ALPA4 R$ 22,81 2.89
  • ALSO3 R$ 19,36 2.71
  • ALUP11 R$ 26,58 0.30
  • AMAR3 R$ 2,53 -2.32
  • AMBP3 R$ 32,11 -0.74
  • AMER3 R$ 21,65 0.70
  • AMZO34 R$ 3,44 1.78
  • ANIM3 R$ 5,49 -1.08
  • ARZZ3 R$ 82,98 2.10
  • ASAI3 R$ 15,88 -1.31
  • AZUL4 R$ 21,01 0.29
  • B3SA3 R$ 12,81 3.22
  • BBAS3 R$ 37,08 -1.01
  • AALR3 R$ 20,04 -0.15
  • AAPL34 R$ 70,31 2.76
  • ABCB4 R$ 16,71 0.30
  • ABEV3 R$ 14,22 0.07
  • AERI3 R$ 3,73 -1.32
  • AESB3 R$ 10,88 -0.37
  • AGRO3 R$ 31,73 0.92
  • ALPA4 R$ 22,81 2.89
  • ALSO3 R$ 19,36 2.71
  • ALUP11 R$ 26,58 0.30
  • AMAR3 R$ 2,53 -2.32
  • AMBP3 R$ 32,11 -0.74
  • AMER3 R$ 21,65 0.70
  • AMZO34 R$ 3,44 1.78
  • ANIM3 R$ 5,49 -1.08
  • ARZZ3 R$ 82,98 2.10
  • ASAI3 R$ 15,88 -1.31
  • AZUL4 R$ 21,01 0.29
  • B3SA3 R$ 12,81 3.22
  • BBAS3 R$ 37,08 -1.01
Abra sua conta no BTG

Rússia acusa Israel de apoiar o 'regime neonazista de Kiev'

A Rússia já falou diversas vezes em "desmilitarizar" e "desnazificar" a Ucrânia
 (AFP/AFP)
(AFP/AFP)
Por AFPPublicado em 03/05/2022 08:46 | Última atualização em 03/05/2022 08:46Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Rússia acusou nesta terça-feira (3) Israel de "apoiar o regime neonazista de Kiev", aumentando a polêmica provocada pela afirmação do chefe da diplomacia russa de que Adolf Hitler poderia ter "sangue judeu".

"Prestamos atenção nas declarações anti-históricas do ministro das Relações Exteriores (israelense), Yair Lapid, que explicam amplamente a decisão do atual governo de apoiar o regime neonazista de Kiev", afirmou o ministério russo das Relações Exteriores russo em um comunicado.

"Infelizmente, a história conhece exemplos trágicos de cooperação entre judeus e nazistas", acrescenta o texto.

Lapid classificou na segunda-feira de "escandalosos, imperdoáveis e um horrível erro histórico" os comentários feitos no domingo pelo chanceler russo Serguei Lavrov

Em uma entrevista no domingo a um canal italiano, Lavrov afirmou que o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky "apresenta um argumento sobre que tipo de nazismo eles poderiam ter se ele próprio é judeu".

VEJA TAMBÉM:

UE irá retirar mais bancos russos do sistema Swift

Israel critica declaração de Lavrov sobre Hitler e convoca chanceler russo

Lavrov, de acordo com uma transcrição publicada no site do ministério das Relações Exteriores da Rússia, acrescentou: "Posso estar errado, mas Hitler também tinha sangue judeu".

Nesta terça-feira, a diplomacia russa repetiu os argumentos, alegando que "a origem judaica do presidente (Zelensky) não é garantia de proteção contra o neonazismo desenfreado no país".

A Rússia repetiu diversas vezes que deseja "desmilitarizar" e "desnazificar" a Ucrânia, uma ex-república soviética governada por um Executivo pró-Ocidente, justificando assim a ofensiva iniciada em 24 de fevereiro contra o país.

O governo russo também acusa Israel de "ignorar a epidemia de destruição e profanação de monumentos aos verdadeiros justos do mundo: os soldados do Exército Vermelho que pararam o Holocausto e salvaram o mundo judaico".

VEJA TAMBÉM:

Rússia derruba internet e obriga uso do rublo em cidade ucraniana ocupada

Fornecimento de gás russo para Europa caiu quase 27% neste ano