• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Economista Rodrigo Chaves assume Presidência da Costa Rica

Missão do direitista, que tem três décadas de carreira no Banco Mundial, é "salvar a economia" do país latino
 (AFP/David GOLDBERG)
(AFP/David GOLDBERG)
Por AFPPublicado em 08/05/2022 12:33 | Última atualização em 08/05/2022 12:33Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O economista Rodrigo Chaves se torna neste domingo o 49º presidente da Costa Rica  para o período 2022-2026, com a tarefa primordial de salvar a economia de um dos países com democracias mais estáveis da América Latina.

A cerimônia será em San José às 10h locais (13h em Brasília) dentro do Congresso, diferentemente dos anos anteriores, quando foi realizada no Estádio Nacional. O Rei de Espanha, Felipe VI, confirmou a sua presença, entre 97 delegações internacionais.

O direitista Chaves, 60 anos e três décadas de carreira no Banco Mundial, chega ao poder para tentar resolver a crise econômica do país, com 23% de sua população vivendo na pobreza (6,30% em extrema pobreza) e 13,6% de desemprego, segundo o Instituto Nacional de Estatística e Censos (INEC).

LEIA TAMBÉM:

Com uma economia impulsionada principalmente pelo turismo, a Costa Rica foi duramente atingida pela pandemia de covid-19. "É essencial para o país que Chaves melhore a economia(...) Este novo governo tem a oportunidade de fazer algo diferente", disse Adrián Aguiluz, 35, comunicador e morador da capital.

Chaves salientou recentemente que espera "melhorar" as condições de um empréstimo de 1,7 bilhões de dólares com o Fundo Monetário Internacional (FMI), vital, segundo o governo em fim de mandato de Carlos Alvarado, para manter as finanças do país à tona.

"Esta, ao que parece, será uma gestão voltada para a parte econômica, o ponto forte do presidente eleito. Também é uma preocupação em nível nacional em todos os setores. Parece que vamos ver uma proposta para o reestruturação e reorganização das finanças públicas", disse a analista política Gina Sibaja.

Desculpas por assédio sexual

Segundo especialistas, a população privilegiou a experiência de Chaves na economia, apesar de ele ser acusado por assédio sexual dentro do Banco Mundial contra duas subordinadas.

Após sua eleição, o novo presidente pediu "desculpas" por esses eventos. Além disso, adiantou sua oposição às políticas ambientais, em um país com reconhecida liderança global no assunto e que desistiu de explorar gás e petróleo.

Chaves disse que não ratificará o Acordo de Escazú, um importante pacto regional para proteger os defensores do meio ambiente.

O novo presidente é uma figura surpreendente na política, já que sua única experiência em cargos públicos foi por 180 dias como ministro da Fazenda, entre 2019 e 2020.

Ele deixou o cargo por divergências com Alvarado. Alguns meses depois, se apresentou como candidato presidencial com uma proposta baseada na recuperação econômica deste país com 5,2 milhões de habitantes.

(Por AFP)