Restaurantes fecham na França por causa do coronavírus

Aumento no número de casos do coronavírus traz de volta restrições ao funcionamento de estabelecimentos onde pode ter aglomeração

Os bares e restaurantes da cidade mediterrânea francesa de Marselha, a segunda maior da França, fecharão devido ao aumento de casos de covid-19, anunciou o ministro da Saúde, Olivier Véran, nesta quarta-feira, 23.

"Globalmente, a situação continua piorando. Isso exige que tomemos medidas complementares", acrescentou.

Em Paris, os bares permanecerão abertos, mas o horário de fechamento será adiantado para a 22h e reuniões de mais de dez pessoas serão proibidas em espaços públicos.

Os números "continuam piorando", mas "ainda há tempo de agir", destacou Véran.

A França suspendeu, em meados de maio, quase dois meses de um confinamento rigoroso com o qual conseguiu conter o avanço do vírus, apesar de isso ter custado mais de 31.000 vidas.

No entanto, registrou nas últimas semanas vários surtos do vírus. Apenas nas últimas 24 horas foram relatados mais de 10.000 casos de covid-19.

O número de hospitalizados supera os 4.000, dos quais 650 estão em reanimação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.