Mundo

Reservatórios de gás natural da UE estão perto de atingir meta dois meses antes do previsto

O alto estoque reflete, em partes, a fragilidade econômica da UE já que a demanda industrial por gás, que caiu no ano passado

O continente substituiu a dependência da gigante estatal russa de energia Gazprom pela dependência de cargas de gás natural liquefeito (wenbin/Getty Images)

O continente substituiu a dependência da gigante estatal russa de energia Gazprom pela dependência de cargas de gás natural liquefeito (wenbin/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 17 de agosto de 2023 às 19h38.

Os reservatórios de gás natural da União Europeia estão perto de atingir a meta para o inverno dois meses antes do previsto, um impulso para a economia do bloco depois que os acordos energéticos com a Rússia foram suspensos.

Os números mostram que os reservatórios da UE podem atingir a capacidade de 100 bilhões de metros cúbicos, o que cobre 25% a 30% do gás consumido na região durante o inverno. Ainda assim, a segurança energética da Europa ainda é frágil e depende de importações de gás natural líquido.

Fragilidade econômica da União Europeia

O alto estoque reflete, em partes, a fragilidade econômica da UE já que a demanda industrial por gás, que caiu no ano passado, não se recuperou depois que empresas da manufatura foram para regiões com contas de energia mais baratas.

Além disso, o continente substituiu a dependência da gigante estatal russa de energia Gazprom pela dependência de cargas de gás natural liquefeito. O que mostra que a situação energética ainda está frágil diante do próximo inverno.

Acompanhe tudo sobre:União EuropeiaRússiaGás e combustíveis

Mais de Mundo

Ataque a Trump: FBI encontra materiais explosivos no carro de atirador, diz imprensa americana

Hamas anuncia retirada das negociações de cessar-fogo na Faixa de Gaza

Líderes mundiais condenam tentativa de assassinato de Trump

Ataque a Trump: o que sabemos sobre os tiros disparados contra o ex-presidente dos EUA

Mais na Exame