Mundo

Rei Charles III passará por cirurgia na próstata na próxima semana

Palácio de Buckingham não confirmou se a condição do monarca é benigna

Rei Charles III, monarca do Reino Unido (Jane Barlow/PA/Getty Images)

Rei Charles III, monarca do Reino Unido (Jane Barlow/PA/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 17 de janeiro de 2024 às 17h20.

O rei Charles III e a Princesa de Gales estão lidando com questões médicas que os forçarão a adiar compromissos públicos anteriormente planejados nas próximas semanas. Charles passará por um "procedimento corretivo" para uma próstata aumentada na próxima semana, anunciou o Palácio de Buckingham nesta quarta-feira, 17. O palácio afirmou que a condição do rei é benigna.

Pouco antes, o escritório da princesa anunciou que Kate permanecerá em um hospital privado em Londres por até duas semanas após passar por uma cirurgia abdominal planejada. A princesa, anteriormente Kate Middleton, é esposa do Príncipe William, o herdeiro do trono.

Embora seja um tanto incomum para membros da família real divulgarem detalhes sobre sua saúde, os dois anúncios podem ajudar a evitar especulações se eventos com Charles ou Kate tiverem que ser adiados ou cancelados.

A publicidade em torno da cirurgia do rei é vista como uma oportunidade para incentivar outros homens a fazerem exames de próstata, de acordo com conselhos de saúde pública, observando que o monarca de 75 anos procurou tratamento "como milhares de homens a cada ano", disse o palácio. A próstata aumentada é comum em homens com mais de 50 anos. A condição afeta a micção e geralmente não representa uma ameaça séria à saúde. Não é câncer e não aumenta o risco de desenvolver câncer de próstata.

A mídia do Reino Unido e estrangeira tem se concentrado na saúde dos principais membros da realeza britânica nos últimos anos, primeiro quando a falecida rainha Elizabeth II se afastou da vista pública durante os últimos meses de seus 70 anos de reinado e, em seguida, quando Charles ascendeu ao trono em uma idade em que a maioria de seus contemporâneos já estava aposentada.

Kate, 42 anos, foi admitida na The London Clinic na terça-feira, 16, para uma cirurgia abdominal programada. O escritório da princesa no Palácio de Kensington não ofereceu mais detalhes, mas afirmou que sua condição não era cancerosa. Embora geralmente tenha boa saúde, Kate foi hospitalizada durante a gravidez devido a uma forte indisposição matinal.

Kate pediu desculpas por adiar os compromissos futuros, e o palácio disse que ela não retornará às funções públicas até depois da Páscoa. "Ela espera que o público compreenda seu desejo de manter o máximo de normalidade possível para seus filhos; e seu desejo de que suas informações médicas pessoais permaneçam privadas."

Após a partida tumultuada do Príncipe Harry e Meghan para a Califórnia em 2020, o Príncipe e a Princesa de Gales consolidaram sua posição como alguns dos membros mais populares da família real. Kate, em particular, permaneceu uma figura confiável na vida pública.

Acompanhe tudo sobre:Rei-Charles-IIIRainha Elizabeth IIWilliam e KateReino UnidoFamília real britânica

Mais de Mundo

Governo Lula se diz irritado com falas de Maduro, mas evita responder declarações

Netanyahu discursa no Congresso americano sob protestos de rua e boicote de dezenas de democratas

Em discurso a irmandade negra, Kamala pede ajuda para registrar eleitores e mobilizar base a votar

Grupo armado sequestra 13 pessoas perto da fronteira da Colômbia com a Venezuela

Mais na Exame