Quatro homens são condenados por planejar atentado

Quatro homens foram condenados na Alemanha por pertencer ou colaborar com a Al Qaeda

Berlim - A Audiência Territorial de Düsseldorf (oeste da Alemanha) condenou nesta quinta-feira a penas de entre quatro anos e meio e nove anos de prisão quatro homens por pertencer à Al Qaeda ou colaborar com a organização terrorista para perpetrar um atentado em 2011.

O longo processo judicial, que começou em julho de 2012, terminou hoje com a condenação de todos os acusados, que foram detidos quando a Polícia teve indícios de que preparavam uma potente bomba para fazê-la explodir em um local movimentado.

O principal acusado, Abdeladim O-K., de 33 anos, foi condenado a nove anos de prisão por pertencer a uma organização terrorista e planejar um delito contra a segurança do Estado.

Foi detido em abril de 2011 no apartamento que compartilhava nas proximidades da Universidade de Düsseldorf junto a outros dois dos condenados hoje, também por pertencer a uma organização terrorista.

O quarto acusado, que foi detido meses depois na cidade de Bochum, foi sentenciado por apoiá-los.

A investigação das forças de segurança que levou a estas detenções começou em novembro de 2010 com uma ligação recebida pelo Escritório Federal de Investigação Criminal (BKA) desde a região paquistanesa do Waziristão.

Um informante comunicou a presença na Alemanha de quatro homens da Al Qaeda dispostos a realizar um atentado, o que pôs os agentes na pista da chamada "célula de Düsseldorf".

A BKA, em cooperação com os serviços secretos alemães, considerou crível a advertência e o alerta terrorista por parte do governo alemão foi ativado, que reforçou as medidas de segurança em estações de trem e aeroportos.

Segundo a acusação apresentada pela Promotoria no começo do julgamento há dois anos, os quatro homens queriam "semear o medo e o pânico na Alemanha".

Entre os possíveis objetivos dos terroristas, que inclusive tinham preparado um texto para um vídeo reivindicativo, figuravam membros do Exército alemão e organizações criticas com o Islã, embora a investigação não possa determinar um alvo concreto.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.