Quase metade das mortes por coronavírus em Portugal ocorreu em janeiro

Segundo autoridades, o aumento drástico dos casos se deu por conta da variante do Reino Unido e do relaxamento das restrições nos feriados de final de ano

Em Portugal, quase metade do total de mortes por coronavírus no País foi reportado apenas em janeiro, evidenciando o rápido agravamento da pandemia nas últimas semanas. Segundo autoridades portuguesas, o aumento drástico dos casos se deu por conta da variante do Reino Unido e do relaxamento das restrições nos feriados de final de ano.

Só em janeiro, um total de 5.576 pessoas morreram de coronavírus o que representa 44,7% de todas as 12.482 mortes desde que o vírus começou a se espalhar no país ibérico em março do ano passado. Portugal tem a maior média contínua de sete dias de novos casos diários per capita do mundo, segundo o ourworldindata.org.

Diante do aumento de casos de covid-19 e aparecimento de novas cepas com maior grau de disseminação, os países iniciam nova onda de estender os bloqueios e estados de emergência.

Japão

O Japão deve estender o estado de emergência por mais um mês, até 7 de março, atualmente previsto para acabar em 7 de fevereiro. O anúncio está previsto para ocorrer na terça-feira, 2.

Já Hong Kong vai estender as medidas de distanciamento social por mais duas semanas, até depois do feriado do Ano Novo Lunar, em 12 de fevereiro, e vai impor regras de testes mais rígidas. As medidas, que incluem a proibição de mais de duas pessoas se reunirem e comerem em restaurantes após as 18h locais, permanecerão em vigor até 17 de fevereiro. "Será necessário mais tempo antes de vermos uma melhora substancial", disse o secretário-chefe de Hong Kong, Matthew Cheun, nesta segunda-feira, 1.

O País vem registrando mais de 5 mil novos casos por dia. Netanyahu pressiona pela extensão do bloqueio, mas a oposição disse que só concordaria caso as multas fossem aumentadas para quem violar as regras.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.