Putin envia mensagem de fim de ano a Bolsonaro — e a Cuba e Argentina

Na mensagem, Putin expressou "esperança" de que o próximo ano contribua para reforçar a cooperação entre a Rússia e os países da América Latina

Moscou — O presidente da Rússia, Vladimir Putin, enviou nesta segunda-feira uma mensagem de Natal e Ano Novo ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e aos governantes de outros países, como Argentina, Cuba e Venezuela.

Na mensagem, Putin expressou a esperança de que o próximo ano contribua para reforçar a cooperação entre a Rússia e os países da América Latina.

No trecho direcionado a Bolsonaro, o mandatário russo destacou que neste ano, durante a presidência do Brics, o Brasil demonstrou interesse em promover as relações do bloco, que será liderado pela Rússia em 2020.

A expectativa é que Bolsonaro viaje à Rússia para comparecer à cúpula do Brics que será realizada no fim de julho em São Petersburgo. Além disso, Putin disse acreditar na continuidade do diálogo "substancial e produtivo" entre os governos brasileiro e russo.

Para o novo presidente argentino, Alberto Fernandez, Putin ressaltou a vontade de cooperar construtivamente para fomentar a relação bilateral no âmbito da estabilidade e segurança global.

Ao venezuelano, Nicolas Maduro, destacou que as conversas realizadas entre ambos em setembro, em Moscou, reafirmaram a afinidade de posições entre os dois países sobre questões fundamentais da agenda regional e internacional e expressaram a vontade de continuar a desenvolver laços bilaterais.

Putin se mostrou convicto de que, ao longo do próximo ano, Rússia e Venezuela continuarão o "trabalho construtivo" conjunto para desenvolver a relação bilateral estratégica.

Parabenizando o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, e o líder do Partido Comunista da ilha, Raúl Castro, o chefe do Kremlin destacou que durante o ano passado as relações com Cuba se desenvolveram intensamente e que está confiante que a "cooperação estratégica" entre os partidos será fortalecida no futuro.

Putin disse que durante 2019 o diálogo político com Cuba esteve "em expansão" e lembrou que ambos os países têm discutido vários projetos nas áreas de energia, transporte e indústria, entre outras áreas de cooperação.

O líder russo também enviou votos para 2020 aos governantes de Estados Unidos, Canadá, Alemanha, França, Espanha, Reino Unido, Itália, China e ao Papa Francisco, entre outros.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.