Putin critica clubes russos por gastos com atletas

O presidente russo não foi o primeiro a criticar as cifras envolvidas nas contratações de Hulk e Witsel

Moscou – O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fã de judô e de esportes de inverno, fez críticas nesta terça-feira aos clubes de futebol do país por investirem altos valores na contratação de jogadores estrangeiros.

No começo deste mês, o Zenit São Petersburgo, time da cidade natal de Putin, gastou 100 milhões de euros para contar com o atacante brasileiro Hulk, ex-Porto, e o meia belga Witsel, que estava no Benfica.

”Eu mesmo às vezes os condeno e hoje, mais uma vez, faço aqui uma repreensão aos diretores das empresas e quero ressaltar que são elas e não o Estado que contratam os jogadores”, disse Putin durante a reunião do Conselho Presidencial de Arte e Cultura.

Putin respondeu assim aos comentários feitos durante a reunião contra o gasto de dezenas de milhões de euros na contratação de atletas, dinheiro que, segundo os críticos, poderiam ser dedicados à realização de atividades culturais.

A companhia patrocinadora do atual bicampeão russo é o gigante do setor de energia Gazprom, que desembolsou nas últimas temporadas grandes quantias para transformar o Zenit na melhor equipe do país e para que ela progrida na Liga dos Campeões.

”Por outro lado, os amantes do esporte também querem ver as estrelas mundiais e, certamente, querem vê-las não quando estão em fim de carreira, mas sim quando estão no auge”, acrescentou Putin.

O presidente russo não foi o primeiro a criticar as cifras envolvidas nas contratações de Hulk e Witsel. O meia Igor Denisov foi afastado da equipe principal por se negar a disputar um jogo do Campeonato Russo como protesto pela disparidade salarial entre os dois novos contratados e o restantes do elenco, que conta com representantes de várias seleções.

”No Zenit, existem jogadores magníficos que conquistaram não menos títulos que os recém chegados. Entenderia se tivessem vindo Messi e Iniesta, eles com certeza merecem qualquer salário”, comentou Denisov, cuja atitude foi duramente criticada pela direção do clube se São Petersburgo.

De fato, desde a chegada dos dois reforços, o Zenit não venceu nenhuma partida sequer. O time perdeu por 2 a 0 para o Terek Grozny em casa e empatou fora em 2 a 2 com o modesto Krilie Sovetov, em duelos pelo Campeonato Russo, e perdeu por 3 a 0 para o Málaga, na estreia na Liga dos Campeões. 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.