China registra mais 103 mortes por coronavírus; total passa de mil

A cidade já confirmou 42.200 casos, com uma taxa de mortalidade de 3,07%

A província chinesa de Hubei, epicentro de um surto de coronavírus, registrou 2.097 novos casos e 103 novas mortes em 10 de fevereiro, informou a autoridade de saúde local nesta terça-feira. Subiu para 1.011 o número de mortes causadas pela epidemia.

Agora há mais de 42.200 casos confirmados na China, segundo cifras publicadas previamente pelo governo. Acredita-se que o novo vírus tenha surgido em um mercado que vende animais silvestres em Wuhan.

O presidente chino, Xi Jinping, se reuniu com pessoal sanitário e pacientes afetados em um hospital de Pequim nesta segunda-feira, onde pediu “mais medidas decisivas” para conter a epidemia, noticiou a emissora estatal CCTV.

Uma equipe de especialistas internacionais da Organização Mundial da Saúde chegou à China esta noite, chefiada por Bruce Aylward. Ele supervisionou a resposta da OMS em 2014-2016 à epidemia do vírus ebola no oeste da África.

Antes da chegada da equipe, o diretor da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus, advertiu que houve “exemplos preocupantes” de casos no exterior em pessoas que tinham viajado à China.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.