Protestos em Gaza deixam um palestino morto e 50 feridos

Exército israelense disse que respondeu a uma tentativa de infiltração palestina atacando um posto militar do movimento islamita Hamas

Gaza - Um palestino morreu e outros 50 ficaram feridos nesta sexta-feira por fogo israelense em um novo dia de protestos nas imediações da cerca de separação entre Gaza e Israel, informaram fontes oficiais palestinas.

A vítima mortal é Ahmad Yaghi, de 25 anos, detalhou o porta-voz do Ministério palestino de Saúde, Ashraf Al Qedra, que acrescentou que, além das pessoas atingidas por disparos, outras 70 foram atendidas pelos serviços médicos por inalação de gás lacrimogêneo e dez por golpes e outros ferimentos.

Três dos feridos por disparos estão hospitalizados em estado grave.

Durante os protestos, as tropas israelenses responderam a uma tentativa de infiltração palestina atacando um posto militar do movimento islamita Hamas, segundo uma nota do Exército.

Umas 8 mil pessoas participaram das manifestações em cinco pontos diferentes ao leste do enclave litorâneo, indicou um porta-voz militar, e vários palestinos se infiltraram em território israelense para depois voltar à Faixa, na 19ª sexta-feira seguida da denominada Grande Marcha do Retorno, os protestos que começaram em 30 de março.

Desde que hoje começou a mobilização, ocorreram enfrentamentos entre manifestantes e soldados.

O Exército afirmou que respondeu "meios de dispersão antidistúrbios" e atuou "de acordo com os procedimentos operativos padrão ".

"Há pouco, vários suspeitos se infiltraram em Israel desde o sul da Faixa de Gaza, lançaram bombas incendiárias e uma bomba na área da cerca perto fronteiriça, e depois retornaram à Faixa", declarou o Exército.

Em resposta, afirmou, "um tanque atacou um posto militar do Hamas no sul da Faixa de Gaza", sem que haja informações de feridos.

Os organizadores da mobilização chamaram a protestar em solidariedade ao palestino morto na semana passada após assassinar um colono e ferir outros dois no assentamento israelense de Adam, na Cisjordânia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.