Confira a programação do primeiro dia do Fórum de Davos

Invasão da Ucrânia, crise alimentar e como superar os efeitos do coronavírus estão no centro do debate em Davos
 (World Economic Forum/Faruk Pinjo/Divulgação)
(World Economic Forum/Faruk Pinjo/Divulgação)
Por Carlo Cauti, de Davos, SuíçaPublicado em 23/05/2022 06:00 | Última atualização em 24/05/2022 10:23Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O primeiro dia do Fórum Econômico Mundial de Davos já começou nesta segunda-feira, 23, por causa do fuso horário da Suíça.

Entretanto, muitos painéis de discussão do Fórum de Davos acontecerão ao longo do dia.

Entre eles, às 12h locais (7h, horário de Brasília) o painel sobre a situação na Ucrânia com o prefeito da capital, Kiev, Vitaliy Klitschko, e seu irmão gêmeo Wladimir, presidente da Fundação Klitschko.

O Fórum Econômico Mundial de Davos está apoiando abertamente a causa ucraniana contra a invasão da Rússia.

E o convite para o primeiro dia de trabalhos aos irmãos Klitschko é mais uma prova desse claro posicionamento do evento.

Nenhum político, diplomata, economista, empresário ou executivo russo foi convidado nessa edição do Fórum.

E o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, abriu a edição deste ano com o discurso inaugural transmitido via vídeo.

Davos 2022 mais "política" do que no passado

Mas o Fórum de Davos de 2022 vai ser muito mais "político" do que as edições passadas.

Ainda às 12h locais outro painel, desta vez sobre a crise política nos Estados Unidos, vai tratar de assuntos políticos "quentes".

"Capitólio à vista" vai tratar de como garantir estabilidade no sistema político americano em um momento de hiper-partidarismo. 

Durante a tarde, painéis como "O que será da Rússia no futuro" e "Guerra Fria 2.0" são claros sinais do tom das conversas nesta edição.

Outro problema que será tratado no primeiro dia do Fórum é como evitar uma crise alimentar mundial.

Os eventos combinados da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e da guerra da Ucrânia poderiam levar o mundo para a pior crise alimentar das últimas décadas.

Os preços já disparados de alimentos e energia poderiam aumentar ainda mais, desencadeando uma fome severa mundo afora.

Pandemia, AI, mudanças climáticas e Kissinger em Davos

Mas em Davos será discutida também a melhor estratégia para sair da crise provocada pela pandemia de coronavírus, principalmente no âmbito social.

Questões "tradicionais" do Fórum, como o impacto da Inteligência Artificial (AI) na economia e na sociedade mundial, ou as mudanças climáticas, também serão discutidas no primeiro dia.

E outra presença tradicional do Fórum de Davos, o ex-secretário de Estado dos EUA, Henry Kissinger, também discursará no primeiro dia de trabalhos, em um painel dedicado exclusivamente a ele. Uma honraria concedida apenas para chefes de Estado e de Governo, mas que Kissinger, habitué de Davos há mais de meio século, do alto de seus 98 anos, conquistou este direito.