A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Procuradora venezuelana atribui 19 mortes a forças de segurança

Ortega declarou que solicitou a detenção de 19 oficiais, mas que isto não foi possível porque os indiciados não foram postos à disposição do MP

Caracas - A procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega Díaz, disse nesta sexta-feira que 19 das 63 mortes ocorridas durante protestos no país foram atribuídas aos corpos policiais e militares que atuam na contenção das manifestações.

Em entrevista à emissora "Unión Radio", Ortega declarou ainda que procuradoria solicitou a detenção de 19 oficiais, mas que isto não foi possível porque os indiciados não foram postos à disposição do Ministério Público.

Além disso, destacou que pelo menos 422 pessoas foram privadas de liberdade pelos incidentes violentos que derivaram da onda de manifestações que começou em 1º de abril e salientou, que desse total, há 28 pessoas detidas por violar direitos fundamentais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também