Primeira-ministra da Nova Zelândia conquista segundo mandato

Jacinda Ardern foi reeleita com apoio recorde da população. Popularidade da primeira-ministra disparou por causa das medidas para conter a pandemia no país

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, conquistou o seu segundo mandato após uma vitória eleitoral de proporções históricas neste sábado. O Partido Trabalhista liberal de Ardern recebeu 49% dos votos, contra 27% recebidos pelo Partido Nacional, seu principal adversário.

Em discurso logo depois de anunciada a vitória, em Auckland, ela disse que o partido obteve mais apoio dos neozelandeses neste ano do que em qualquer outro momento dos últimos 50 anos. “Esta não foi uma eleição comum e não é um momento comum. Está cheio de incertezas e ansiedade, e nós nos propusemos a ser um antídoto para isso”, afirmou.

A popularidade de Ardern disparou no início de 2020, quando ela liderou uma série de esforços que levaram ao controle do coronavírus. Na Nova Zelândia, a propagação do vírus foi erradicada e as medidas de isolamento social e obrigatoriedade do uso de máscaras já não são mais aplicadas. Em março, o país tinha 100 casos da doença e, ainda assim, as fronteiras foram fechadas e uma série de bloqueios foram implementados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.