Presidente e ministros do Uruguai reduzem salários por coronavírus

Os valores descontados serão destinados ao "Fundo Coronavírus"; Uruguai tem cerca de 274 casos de coronavírus confirmados e nenhuma morte até o momento

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, anunciou nesta quinta-feira (26), que irá reduzir em 20% o seu próprio salário e também os salários de parlamentares e ministros de seu governo.

Diretores de organizações autônomas e serviços descentralizados também terão corte de 20%. Outros profissionais que terão cortes salariais entre 5% e 20% são os funcionários públicos (menos os da área da Saúde). Os fundos de pensão deles também serão descontados — incluindo os de ex-presidentes da república. 

Todos os valores descontados serão destinados ao “Fundo Coronavírus”. Segundo a emissora alemã Deutsche Welle, Lacalle Pou afirmou que a medida durará dois meses e “poderá ser estendida se a situação econômica exigir”.

“Queremos dizer com enorme tranquilidade que sabemos que o Uruguai não passa por boa fase e que há inúmeras pessoas que ficaram sem trabalho, inúmeros uruguaios que não têm comida, e que todos temos que empurrar o carro, começando pelos governantes”, disse o presidente uruguaio à DW.

Para Lacalle Pou, “não há economia, há gasto” com as decisões tomadas pelo governo.

O Uruguai tem cerca de 274 casos de coronavírus confirmados e nenhuma morte até o momento, segundo dados da universidade norte-americana John Hopkins, que vem monitorado a pandemia.

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus:

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.