Mundo

Presidente da Síria diz que não faz sentido negociar com EUA

Bashar al-Assad disse estar preparado para negociações com resultado, mas não acredita que "a política americana mude em um futuro próximo"

Bashar al-Assad: "Neste momento, debater com os americanos é uma perda de tempo. Não vamos falar com os americanos pelo mero fato de serem americanos" (SANA/Handout/Reuters)

Bashar al-Assad: "Neste momento, debater com os americanos é uma perda de tempo. Não vamos falar com os americanos pelo mero fato de serem americanos" (SANA/Handout/Reuters)

E

EFE

Publicado em 22 de junho de 2018 às 16h03.

Moscou - O presidente da Síria, Bashar al-Assad, afirmou que negociar com os Estados Unidos não faz sentido, em entrevista ao canal de televisão da Rússia "NTV", que divulgou alguns trechos do encontro nesta sexta-feira.

"O diálogo e as negociações com os oponentes, e não só com os oponentes, costumam dar resultados. Mas desde as primeiras negociações com os Estados Unidos, em 1974, nunca houve resultado", disse ele.

De acordo com Assad, os governos americanos têm as mãos atadas para negociar, porque são reféns de grandes corporações.

"Podem dizer o que alguém quer ouvir, mas fazem tudo ao contrário. A situação não poderia ser piorar, e (o presidente dos EUA, Donald) Trump é um claro exemplo. Neste momento, debater com os americanos é uma perda de tempo. Não vamos falar com os americanos pelo mero fato de serem americanos", ressaltou.

O líder sírio disse estar "preparado para negociações com resultado", mas não acredita que "a política americana mude em um futuro próximo".

Acompanhe tudo sobre:Bashar al-AssadEstados Unidos (EUA)Guerra na SíriaSíria

Mais de Mundo

Milei se reunirá com Macron em viagem à França para abertura dos Jogos Olímpicos

'Tome chá de camomila', diz Maduro após Lula se preocupar com eleições na Venezuela

Maduro deve aceitar resultado das eleições se perder, diz ex-presidente argentino

Macron só vai nomear primeiro-ministro após Jogos Olímpicos

Mais na Exame