Premiê do Líbano renuncia após protestos em massa

Saad al-Hariri disse que chegou "a um beco sem saída" após protestos prolongados

Beirute — O primeiro-ministro do Líbano, Saad al-Hariri, anunciou nesta terça-feira que vai submeter sua renúncia ao presidente Michel Aoun em resposta aos protestos no país, dizendo que chegou “a um beco sem saída”.

O Líbano foi tomado por inéditos protestos antigovernamentais. Hariri encorajou todos os libaneses a protegerem a paz civil.

“Vou ao Palácio Baabda apresentar a renúncia do governo ao Presidente da República”, disse Hariri em um breve discurso televisionado, recebido com aplausos pela multidão que o ouvia ao vivo no local de mobilização.

* Mais informações em instantes

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Plano mensal Revista Digital

Plano mensal Revista Digital + Impressa

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

R$ 15,90/mês

R$ 44,90/mês

Plano mensal Revista Digital

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

ASSINE

Plano mensal Revista Digital + Impressa

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças + Edição impressa quinzenal com frete grátis.

ASSINE