A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Premiê diz que ataque dos EUA quase atingiu militares da Rússia

Imagens de satélite indicam que a base aérea alvejada, a Shayrat, abriga forças especiais russas e helicópteros militares de Moscou

Moscou - O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, reclamou nesta sexta-feira que o ataque dos Estados Unidos com mísseis de cruzeiro a uma base aérea síria ficou a um passo de atingir militares russos.

Autoridades norte-americanas avisaram as forças russas antes do ataque --realizado como punição ao governo sírio por um ataque com armas químicas nesta semana que os EUA dizem ter sido realizado pelo regime de Bashar al-Assad-- e evitaram atingir os militares russos que estão na Síria.

Imagens de satélite indicam que a base aérea alvejada, a Shayrat, abriga forças especiais russas e helicópteros militares de Moscou, como parte dos esforços do Kremlin de ajudar o governo sírio a combater o Estado Islâmico e outros grupos militantes.

Em publicação em uma rede social, Medvedev disse que os ataques dos EUA foram ilegais e ficaram "a um passo de distância" de se chocar com forças militares da Rússia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também