Mundo

Praia onde aviões passam "raspando" faz primeira vítima fatal

A praia de Maho, no Caribe, atrai multidões que querem ver os aviões passando bem baixinho. Mas uma turista desobedeceu as regras de segurança - e morreu

Maho: a praia é literalmente colada ao aeroporto local (Wikipédia/Reprodução)

Maho: a praia é literalmente colada ao aeroporto local (Wikipédia/Reprodução)

DR

Da Redação

Publicado em 13 de julho de 2017 às 17h22.

Última atualização em 13 de julho de 2017 às 21h34.

A ilha de Saint Martin é famosa por duas coisas: o mar muito azul, e a praia de Maho, que é literalmente colada ao aeroporto local.

Por isso, ali é possível ver aviões de grande porte passando muito baixo, a apenas 30 metros do chão.

A praia se tornou atração turística por causa disso, tanto que seus restaurantes e bares têm placas com os horários dos voos que chegam e saem do aeroporto.

Mas o que era apenas turismo bizarro acabou em morte.

A vítima foi uma turista neozelandesa de 57 anos, atingida pela descarga de ar da turbina de um jato.

Ela sofreu ferimentos graves e morreu ao chegar ao hospital.

A vítima estava bem atrás da pista 10, onde um avião se preparava para decolar.

Quando a aeronave começou a acelerar, a mulher foi atingida por uma onda de vento fortíssima – similar à registrada no vídeo abaixo, que foi gravado em Saint Martin e mostra uma garota sendo literalmente arremessada pelo empuxo das turbinas (ela bateu a cabeça, mas sobreviveu).

yt thumbnail

O lugar tem uma placa que alerta sobre risco de morte e orienta os turistas a não ficarem ali, mas a advertência nem sempre é respeitada.

Depois da morte, as autoridades locais voltaram a pedir que os turistas não se aproximem da pista 10 – mas, ao menos por enquanto, não construíram nenhuma barreira para isolar o local.

Este conteúdo foi publicado originalmente no site da Superinteressante.

Acompanhe tudo sobre:acidentes-de-aviaoAviõesPraias

Mais de Mundo

'A defesa da democracia é mais importante do que qualquer título', diz Biden em discurso

Governo Lula se diz irritado com falas de Maduro, mas evita responder declarações

Netanyahu discursa no Congresso americano sob protestos de rua e boicote de dezenas de democratas

Em discurso a irmandade negra, Kamala pede ajuda para registrar eleitores e mobilizar base a votar

Mais na Exame