• AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
  • AALR3 R$ 19,75 0.00
  • AAPL34 R$ 74,65 1.01
  • ABCB4 R$ 16,47 -0.42
  • ABEV3 R$ 14,75 1.44
  • AERI3 R$ 4,44 18.40
  • AESB3 R$ 10,73 0.85
  • AGRO3 R$ 31,86 -0.62
  • ALPA4 R$ 21,68 -0.55
  • ALSO3 R$ 19,94 1.27
  • ALUP11 R$ 26,32 0.27
  • AMAR3 R$ 2,40 7.62
  • AMBP3 R$ 29,41 -1.14
  • AMER3 R$ 23,70 2.82
  • AMZO34 R$ 73,23 1.29
  • ANIM3 R$ 5,56 3.35
  • ARZZ3 R$ 82,92 0.52
  • ASAI3 R$ 15,36 -0.78
  • AZUL4 R$ 21,17 2.37
  • B3SA3 R$ 11,30 -1.48
  • BBAS3 R$ 35,58 1.34
Abra sua conta no BTG

Portugal tem novo recorde de casos diários de covid-19, mas mortes recuam

Portugal tem um dos maiores índices de vacinação contra covid-19 do mundo, com cerca de 87% de seus 10 milhões de habitantes totalmente inoculados
 (Reuters/Pedro Nunes)
(Reuters/Pedro Nunes)
Por ReutersPublicado em 29/12/2021 15:28 | Última atualização em 29/12/2021 15:46Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Portugal registrou nesta quarta-feira um novo recorde de 26.867 casos de coronavírus em 24 horas, um aumento acentuado em relação aos 17.172 do dia anterior, mas as mortes diárias caíram para uma fração do pico atingido no início de 2021.

Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e acesse as notícias mais importantes do Brasil em tempo real.

A agência de saúde DGS computou 12 mortes por covid, menos do que as 19 de terça-feira, enquanto o número de pacientes em unidades de tratamento intensivo se manteve em 151.

No final de janeiro, o número de mortes diárias ultrapassava 300 e havia mais de 900 pacientes em UTIs.

Portugal tem um dos maiores índices de vacinação contra covid-19 do mundo, com cerca de 87% de seus 10 milhões de habitantes totalmente inoculados, mas a variante ômicron de rápida disseminação tem sido responsável pela disparada recente de casos uma cifra amplificada por um aumento de exames em massa.

A taxa de infecção de 14 dias saltou de 804 para cada 100.000 habitantes relatada na terça-feira para 923.

Ainda na terça-feira, a ministra da Saúde, Marta Temido, alertou que o país pode chegar a 37.000 casos diários na primeira semana de janeiro, mas que as restrições impostas recentemente devem ter um efeito de contenção.

Antes do Natal, o governo ordenou que casas noturnos e bares fechassem e orientou as pessoas a trabalharem em casa durante pelo menos duas semanas.