Podcast EXAME POLÍTICA: Trump está mesmo em desvantagem nesta reta final?

Os impactos do coronavírus para a campanha de Trump se mostram negativos até agora. Ouça no podcast EXAME Política, todas as sextas-feiras

O debate entre os candidatos a vice que beirou a civilidade foi um alento nesta semana nos Estados Unidos. Enquanto isso, analistas e eleitores tentam medir o quanto o turbilhão de acontecimentos com o presidente Donald Trump tendo covid-19 vai impactar no resultado das urnas.

E, ainda, uma pesquisa exclusiva sobre os resultados na Carolina do Norte, um dos estados mais acirrados nas últimas eleições e onde alguns eleitores decidiram deixar de votar em Trump nos últimos dias, desde que o presidente contraiu coronavírus.

Esses são os temas desta semana no podcast EXAME Política — Temporada Eleições Americanas, que vai ao ar todas as sextas-feiras com os grandes tópicos da eleição nos Estados Unidos discutidos em menos de 20 minutos.

O podcast conta com a participação de Maurício Moura, fundador do instituto de pesquisa IDEIA e professor da George Washington University na área de políticas públicas, e o jornalista Sérgio Teixeira Junior, que de Nova York cobre as eleições americanas para a EXAME. A editora de macroeconomia da EXAME, Fabiane Stefano, media o debate.

Em meio à reta final da campanha, os analistas discutem também o impacto que os vices Kamala Harris (vice do democrata Joe Biden) e Mike Pence deixaram nos eleitores após seu debate nesta semana.

Harris, em particular, é vista como uma das promessas do Partido Democrata para as próximas eleições, em 2024, uma vez que Joe Biden já tem 77 anos (com 78 completados no mês que vem).

Se eleito, Biden será o presidente mais velho a tomar posse, e a escolha de Harris foi uma prova de força da ala moderada do partido do qual ela e Biden fazem parte, diz o jornalista Sergio Teixeira Jr., que cobra as eleições americanas em Nova York.

A pesquisa exclusiva Exame/IDEIA na Carolina do Norte, feita após o diagnóstico de covid-19 de Trump, mostra também algumas pistas sobre como os eleitores têm visto o comportamento do presidente. No estado, onde Trump ganhou em 2016, Biden vence com dois pontos de vantagem, mas há só 4% dos eleitores indecisos.

Em todo o país, Biden tem ampliado a liderança nos estados decisivos e no voto geral e tentará ganhar força nesta reta final da eleição. “Trump tentará mudar de assunto e mostrar a força de recuperação do Trump. Mas os dados são ruins até agora para a campanha do presidente”, diz Moura.

O podcast EXAME Política vai ao ar todas as sextas-feiras com os principais temas da eleição americana. Clique aqui para ver o canal no Spotify, ou siga em sua plataforma de áudio preferida, e não deixe de acompanhar os próximos programas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.