Podcast EXAME Política: campanhas focam em tirar o eleitor de casa nos EUA

Pesquisa indica que Trump está em desvantagem na Pensilvânia, estado-chave na corrida presidencial. Ouça no podcast EXAME Política, todas as sextas-feiras

Com uma nova regra que permitia que o microfone dos candidatos fosse desligado para evitar interrupções indevidas, o último debate da corrida presidencial americana deste ano foi morno e sem grandes novidades em relação às propostas dos candidatos. O esforço das campanhas do presidente Donald Trump e do democrata Joe Biden está focado agora em convencer as bases de ambos candidatos a sair para votar — antecipadamente ou no dia das eleições. Como as eleições americanas podem afetar seu bolso? Assine gratuitamente a EXAME Research.

"De cada 5 dólares captados por Biden, Trump tem captado apenas 1. E ele pretende usar 35% desses recursos para tirar as pessoas de casa para votar, ou votar antecipadamente", analisa Maurício Moura, fundador do instituto de pesquisa IDEIA, no novo episódio do podcast EXAME Política — Temporada Eleições Americanas, que vai ao ar todas as sextas-feiras com os grandes tópicos da eleição nos Estados Unidos discutidos em menos de 30 minutos.

A dez dias das eleições, o podcast discute também os resultados de uma pesquisa exclusiva EXAME/IDEIA sobre a intenção de voto na Pensilvânia, um estado-chave na corrida à Casa Branca. Nele, Biden tem uma vantagem de 6% sobre Trump — e aparece empatado com ele entre o eleitorado branco, tradicionalmente republicano. A pesquisa também mediu a avaliação dos eleitores da Pensilvânia sobre a resposta de Trump à pandemia — 65% deles desaprovam o desempenho do presidente, o que favorece Biden na disputa.

"No debate desta quinta, Trump voltou a repetir que fez um ótimo trabalho no combate à pandemia, mas eu acho que nada disso convence mais os eleitores americanos, que estão muito insatisfeitos com o presidente em relação a isso", avalia Sérgio Teixeira Jr., que de Nova York cobre as eleições americanas para a EXAME.

Maurício Moura lembra de uma outra dificuldade de Trump na reta final da campanha, que é a percepção de Trump por boa parte do eleitorado como um candidato de oposição, e não como o "outsider" de 2016.

"O Trump continua com o discurso antistablishment, mas o problema cognitivo disso é que as pessoas não enxergam o presidente dessa maneira. Como temos visto ao redor do mundo nos ciclos eleitorais posteriores ao ápice dessa narrativa, esse é o grande mal quando elas chegam ao poder", avalia Moura no EXAME Política, que é mediado pela editora de macroeconomia da EXAME, Fabiane Stefano.

O podcast EXAME Política vai ao ar todas as sextas-feiras com os principais temas da eleição americana. Clique aqui para ver o canal no Spotify, ou siga em sua plataforma de áudio preferida, e não deixe de acompanhar os próximos programas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.