Pilotos da Lufthansa mantêm greve pelo 2º dia

Movimento deixa maior companhia aérea da Alemanha em solo por uma disputa sobre condições de aposentadoria

Frankfurt - Pilotos da Lufthansa estavam de greve pelo segundo dia nesta quinta-feira, deixando a maior companhia aérea da Alemanha em solo por uma disputa sobre condições de aposentadoria.

Os pilotos anunciaram uma interrupção de três dias no começo desta semana, levando a Lufthansa a cancelar 3.800 voos, ou cerca de 9 de cada 10 voos planejados para o período.

A ação deve custar à companhia dezenas de milhões de euros e atrapalhar os planos de viagens de cerca de 425 mil passageiros.

Por volta de 700 voos foram cancelados nesta quinta-feira em Frankfurt, o terceiro maior centro da Europa em número de passageiros, e algumas centenas de voos foram afetados em Munique, segundo representantes do aeroporto.

Os pilotos exigem que a Lufthansa restabeleça um esquema que permitia que os pilotos se aposentassem mais cedo e ainda recebessem uma proporção do salário.

A Lufthansa diz que agora a idade máxima na qual pilotos ainda podem voar foi elevada para refletir expectativas de vidas mais longas e que não há mais necessidade para o esquema.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.