Pesquisa indica melhora do índice de aprovação de Obama

O índice de aprovação do presidente é 18 pontos percentuais mais alto do que o George W. Bush no mesmo ponto de seu segundo mandato

Washington - O índice de aprovação do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aumentou em sete pontos percentuais desde outubro, segundo uma pesquisa publicada nesta quarta-feira pela emissora 'CBS'.

46% dos americanos aprovam seu trabalho, exatamente o mesmo percentual dos que o desaprovam.

O estudo mostrou que a melhora veio em grande parte dos democratas e eleitores independentes que até as eleições legislativas de novembro estavam muito desencantados com suas políticas.

Logo antes das eleições legislativas de novembro, a popularidade de Obama alcançou níveis mínimos devido à moderação de sua agenda política a pedido de seus companheiros democratas, que disputavam suas cadeiras no Congresso.

Finalmente, de pouco serviu o silêncio midiático presidencial, já que os republicanos recuperaram o controle do Senado e assim obtiveram o poder total sobre o Capitólio.

Enquanto em outubro apenas um terço dos independentes disseram aprovar sua gestão, agora são 45%, influenciados pelos bons números econômicos das últimas semanas.

Para 43% dos americanos, as políticas de Obama ajudaram a economia, e um terço acredita que pioraram.

57% acreditam que a queda dos preços do petróleo está melhorando a economia.

Os atentados terroristas de semana passada em Paris aumentaram a percepção sobre a possibilidade de ocorrer um ataque em solo americano em 57%, um número, no entanto, bastante abaixo dos dados posteriores ao da maratona de Boston em 2013 (66%).

O índice de aprovação do presidente é 18 pontos percentuais mais alto do que o George W. Bush no mesmo ponto de seu segundo mandato, mas menor que tanto o de Bill Clinton (65%) como de Ronald Reagan.

A pesquisa foi realizada entre 9 e 12 de janeiro de 2015 com 1.001 pessoas em todo o país por telefone.

A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.