Pelo menos 18 morrem em série de atentados no Iraque

Três artefatos explosivos colocados próximos a alguns imóveis explodiram na cidade de Al Musaieb, a 40 quilômetros da capital iraquiana

Bagdá - Pelo menos 18 pessoas morreram nesta segunda-feira e outras 67 ficaram feridas, entre elas peregrinos xiitas, em uma sequência de atentados cometidos em vários locais do Iraque, informaram fontes policiais à Agência Efe.

Três artefatos explosivos colocados próximos a alguns imóveis explodiram na cidade de Al Musaieb, a 40 quilômetros da capital iraquiana, causando a morte de sete pessoas e deixando outras cinco feridas.

Pelo menos quatro peregrinos xiitas morreram e outros 16 ficaram feridos em um suposto ataque suicida com carro-bomba na zona de Al Qarrada, no centro de Bagdá.

Na cidade de Al Hilla, capital da província de Babel, localizada a cerca de 100 quilômetros ao sul de Bagdá, um peregrino xiita morreu e outros três foram feridos pela explosão de um carro-bomba nas proximidades de uma mesquita xiita à passagem de um grupo de fiéis que iam para a cidade santa de Karbala, também ao sul da capital.

Além disso, três peregrinos que iam a Karbala foram feridos pelo impacto de uma bomba em uma área de Al Latifeya, ao norte de Babel.

Os fiéis iriam participar da celebração da festividade xiita de Al Arbain, que lembra o fim dos 40 dias de luto pela morte no ano 680 do imã Hussein, neto do profeta Maomé.

Outros dez peregrinos e cinco membros das forças de segurança ficaram feridos quando um carro-bomba explodiu perto da cidade de Al Janes, a 80 quilômetros de Bagdá.

Outro carro-bomba explodiu no centro de Al Hilla durante a passagem da patrulha em que se deslocava o governador de Babel, Mohammed al Masaudi, que saiu ileso do ataque, apesar de três de seus guarda-costas terem ficado feridos.


Na província de Diyala, um membro dos chamados Conselhos de Salvação (milícias pró-governo), sua mulher e dois de seus filhos morreram na explosão de uma bomba dentro de sua casa na cidade de Balad Ruz, o que também causou ferimentos graves à outra filha do casal.

Nessa mesma província, homens armados atacaram armados a casa de um conselheiro para a reconciliação, identificado como Khaled al Loguebi, mataram um de seus guarda-costas e feriram outros dois.

A explosão de outro carro-bomba deixou seis pessoas feridas em Balad Ruz, enquanto foram registrados cinco feridos pela explosão de uma bomba colocada em um carro de verduras em um mercado na cidade de Bani Saad, a 20 quilômetros de Baquba, capital de Diyala.

As fontes disseram que um oficial da Polícia e outra pessoa ficaram feridas por bombas que explodiram contra um bairro militar próximo a Bani Saad.

Na cidade de Shlaule, 70 quilômetros ao norte de Baquba, uma mulher e seu filho ficaram feridos na explosão de uma bomba perto de uma casa.

Por outro lado, homens armados invadiram uma casa em Al Tarmiya, a 40 quilômetros ao norte de Bagdá, mataram um homem e deixaram sua esposa e irmã feridas.

Além disso, outro carro-bomba explodiu durante passagem de um comboio da polícia no povo de Al Tuz, província de Salah ad-Din, ao norte de Bagdá, o que causou ferimentos em dois menores.

O Iraque é palco de um aumento da violência com frequentes ataques dirigidos contra alvos xiitas e forças de segurança desde a retirada, em dezembro de 2011, das tropas americanas. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.