Pelo menos 17 são mortos em ataque de drone no Iêmen

Ataque de drone contra um grupo que seguia para um casamento deixou 17 mortos, em sua maioria civis, na região central do Iêmen

Sana - Um ataque de drone (avião teleguiado) contra um grupo que seguia para um casamento deixou 17 mortos, em sua maioria civis, na região central do Iêmen.

Algumas pessoas que morreram no ataque perto da cidade de Radaa, na província de Al-Bayda, eram suspeitas de ligação com a Al Qaeda, mas outras eram civis sem vínculo com a rede terrorista, afirmaram fontes das forças de segurança.

Dois mortos, Saleh al-Tays e Abdullah al-Tays, figuraram no passado em uma lista de supostos membros da Al Qaeda.

Muitas vítimas eram membros dos clãs Al-Tays e Al-Ameri.

De acordo com as mesmas fontes, um foguete atingiu um veículo que transportava pelo menos 10 passageiros. Um segundo foguete caiu perto do veículo.

A Al-Qaeda na Península Arábica está bem estabelecida na região de Al-Bayda e é alvo frequente de ataques com drones.

As forças dos Estados Unidos, que ajudam o governo iemenita na luta contra a rede extremista, são as únicas que dispõem de drones no Iêmen.

A Al-Qaeda aproveitou a situação frágil do governo central, provocada pela revolta popular contra o ex-presidente Ali Abdullah Saleh em 2011, para reforçar a presença no país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.