Partido admite que Suu Kyi não disputará presidência

Partido da opositora disse que não tem condições de vencer a batalha para mudar a Constituição, que impede Aung San Suu Kyi de ser candidata à presidência

Yangon - O partido da opositora birmanesa Aung San Suu Kyi admitiu que não tem condições de vencer a batalha para mudar a Constituição, que impede a ganhadora do prêmio Nobel da Paz de ser candidata à presidência.

"Não podemos ganhar esta batalha política", declarou Nyan Win, porta-voz da Liga Nacional para a Democracia (LND), minoritária na Assembleia Nacional.

Aung San Suu Kyi está em campanha há vários anos para abolir a cláusula da Constituição que impede um cidadão casado com um estrangeiro ou com filhos de outra nacionalidade de disputar a Presidência.

O falecido marido da líder opositora era britânico, assim como seus dois filhos. O artigo em questão da Constituição, herdada da junta militar, é criticado porque muitos consideram que foi aprovado justamente para impedir que Suu Kyi se tornasse chefe de Estado.

Suu Kyi, de 69 anos, chegou a organizar uma grande campanha com milhões de assinaturas recolhidas em toda Mianmar.

Mas o presidente do Parlamento, Shwe Mann, descartou nesta quarta-feira qualquer alteração antes das eleições legislativas do fim de 2015, porque "é impossível mudar" a Constituição a tempo.

O porta-voz da LND afirmou que Suu Kyi continuará lutando "dentro e fora do Parlamento".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também