Parlamento da Venezuela decide se Chávez pode voltar a Cuba

A oposição condena as longas ausências de Chávez do território venezuelano e o fato de governar à distância

Brasília – Uma semana depois de o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, retornar de Havana (Cuba), onde se submeteu a tratamento médico, a Assembleia Nacional (Parlamento) do país vota hoje (30) o pedido dele para retornar a Cuba para mais uma etapa de radioterapia. O tema é polêmico, pois a oposição condena as longas ausências de Chávez do território venezuelano e o fato de governar à distância.

Porém, Chávez tem a maioria dos 167 integrantes do Parlamento e deve sair vitorioso. A sessão de hoje foi convocada extraordinariamente. A sessão começa às 14 horas (15 horas de Brasília). Nas ocasiões anteriores em que Chávez foi a Cuba, o assunto também foi debatido e votado pelos parlamentares.

Paralelamente, o presidente da Venezuela marcou para hoje um ato político para assinar a Nova Lei do Trabalho. A iniciativa foi confirmada pelo ministro da Comunicação e Informação, Andrés Izarra, por meio da sua conta na rede social Twitter.

Pela proposta, serão consideradas para aquisição de benefícios sociais para os trabalhadores a antiguidade e as trabalhadoras grávidas poderão pedir licença seis semanas antes do parto e voltam ao trabalho três meses e 15 dias depois de o bebê nascer.

De acordo com assessores, a Nova Lei do Trabalho da Venezuela foi baseada em um conjunto de 19.923 propostas encaminhadas à Comissão Presidencial. Segundo a assessoria de Chávez, 90% das propostas vieram de categorias profissionais.

O anúncio ocorre a pouco mais de cinco meses das eleições presidenciais na Venezuela, nas quais Chávez tenta a reeleição. No poder desde 1999, o presidente venezuelano tenta evitar que o tratamento para o combate ao câncer – que reincidiu no começo deste ano quando surgiu um tumor na região pélvica - interfira na campanha.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.