Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Parlamento da Ucrânia aprova general como ministro da Defesa

Parlamento aprovou indicação do chefe da Guarda Nacional, o general-coronel Stepan Poltorak, para o cargo de ministro da Defesa

Kiev - A Rada Suprema (parlamento) da Ucrânia aprovou nesta terça-feira a indicação do chefe da Guarda Nacional, o general-coronel Stepan Poltorak, para o cargo de ministro da Defesa.

O militar, que foi nomeado ontem pelo presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, recebeu 245 votos a favor dos 306 deputados que integram o legislativo, um respaldo superior ao necessário.

Ontem, Poroshenko aceitou a renúncia do general Valeri Gueletei do comando da Defesa do país depois de pouco mais de três meses no cargo, que coincidiram com a fase mais violenta do conflito armado com os separatistas pró-Rússia nas regiões do leste do país.

O chefe do Estado disse que escolheu Poltorak para liderar o Ministério da Defesa por seu trabalho na criação, "praticamente do zero", da Guarda Nacional e pela disciplina e disposição de combate das tropas sob seu comando.

Poltorak, de 49 anos, foi comandante-em-chefe das tropas do Ministério do Interior, cargo para o qual foi designado em fevereiro deste ano, dias depois das revoltas populares que derrubaram o presidente Viktor Yanukovich, que atualmente está refugiado na Rússia.

No mês seguinte, após a reestruturação das tropas do Interior, que foram transformadas na Guarda Nacional, Poltorak foi nomeado para comandar essa nova força, à qual se incorporaram vários ativistas que participaram das revoltas populares.

A decisão de Poroshenko de designar Poltorak à frente do Ministério da Defesa foi recebida com insatisfação pelos separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia.

"Se (Poltorak) for confirmado no cargo, isso terá uma influência negativa no processo de paz", disse à agência russa "Interfax" o vice-primeiro-ministro da autoproclamada República de Donetsk, Andrei Purgin.

A Guarda Nacional foi a corporação mais combativa das forças governamentais no conflito nas regiões do leste do país.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também