• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Para conter covid, China cria imposição de limites a viagens ao exterior

Em comunicado, a Administração Nacional de Imigração informou que ampliará as medidas para evitar que estrangeiros entrem com o vírus
China: cidadãos chineses já vinham sendo alertados a evitarem viagens não essenciais (Getty Images/Bloomberg / Colaborador)
China: cidadãos chineses já vinham sendo alertados a evitarem viagens não essenciais (Getty Images/Bloomberg / Colaborador)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 12/05/2022 16:55 | Última atualização em 12/05/2022 16:55Tempo de Leitura: 1 min de leitura

A China anunciou, nesta quinta-feira, a imposição de "restritos limites" a viagens de cidadãos do país para o exterior, à medida que autoridades intensificam os esforços no combate aos recentes surtos de covid-19.

Em comunicado, a Administração Nacional de Imigração informou que ampliará as medidas para evitar que estrangeiros entrem com o vírus, embora não tenha detalhado como essas restrições ocorrerão na prática.

"A política de entrada e saída restringe estritamente as atividades de saída não essenciais dos cidadãos chineses e aprova e emite documentos de entrada e saída rigorosamente", destaca a nota.

Anteriormente, cidadãos chineses já vinham sendo alertados a evitarem viagens não essenciais. O endurecimento das normas é mais um indicativo da insistência de Pequim com a política de tolerância zero à covid-19, apesar de críticas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

LEIA TAMBÉM: Coreia do Norte reconhece primeiro surto de covid e decreta confinamento